Foto mostra o gerente de sênior de Desenvolvimento de Software, Álvaro Mota, demonstrando para o superintendente da Suframa o sistema de reconhecimento facial para acesso aos andares do prédio.

 

O superintendente da Suframa, general Algacir Polsin – acompanhado de dois superintendentes adjuntos, do diretor do CBA e de técnicos da área de projetos – visitou a sede do Sidia Instituto de Ciência e Tecnologia, na última sexta-feira (28/08), e conheceu os projetos desenvolvidos pelo instituto em Manaus, envolvendo a expansão nas áreas de mobile, Indústria 4.0 e Tecnologia em Saúde.

Em uma visita guiada, o general Polsin e equipe puderam conhecer o Showcase do Sidia, um espaço interativo que, entre outras coisas, simula os ciclos da floresta amazônica em uma experiência única com aparição de espécies da fauna regional e até míticos, como o lendário Curupira. Na antessala do ShowCase, também foi apresentado o game Emoji Adventure que será lançado no próximo mês, nos EUA. O Sidia também é responsável pelo Black River Studio que produz games para o mercado internacional.

A visita se estendeu às salas onde cinco startups estão recebendo o apoio do Manaus Tech Hub, iniciativa do Sidia para contribuir com o ecossistema de inovação da região, a partir do programa Green Up Accelerator; e também aos laboratórios onde são desenvolvidos projetos que o público só irá conhecer em 2021, envolvendo softwares embarcados para aparelhos de telefonia celular, TVs e produtos para as áreas como realidade virtual, realidade aumentada e automação industrial, entre outras.

O Sidia também destacou a expansão para novas áreas, o que vai gerar mais de 200 novas vagas de emprego, trazendo mais desenvolvimento para a região e oportunidades. A expectativa é de que nós próximos dois anos o instituto acelere seu crescimento e atuação no país.

“Hoje, o Sidia cria soluções tecnológicas para diversos segmentos, utilizando Inteligência Artificial, Big Data Analytics, Engenharia de Software e Teste, entre outros, para desenvolver sistemas fundamentais ao funcionamento de qualquer dispositivo ou produto existente no mercado atualmente. Temos profissionais altamente capacitados como analistas, especialistas, mestres e doutores que estão empenhados em transformar ideias em inovação, sempre visando o consumidor final”, explica o superintendente do Sidia, Chris Lee.

O superintendente da Suframa destacou a importância da autarquia conhecer os projetos que são desenvolvidos na região com vistas a uma melhor integração de esforços e resultados. “Nós precisamos entender o que o Sidia faz e de que maneira podemos colaborar com o trabalho de vocês, interagindo melhor para atingir os melhores resultados. Esta interação e nossa visão do todo é muito importante no contexto de integrar todos os atores da nossa região”. O general se comprometeu em deixar a estrutura da Suframa à disposição do Sidia para fazer a ponte entre o instituto e os demais atores da região.