O Sidia Instituto de Ciência e Tecnologia está entre as três melhores empresas para se estagiar no Brasil, no segmento Organizações Privadas e de Economia Mistas, na categoria Outros Serviços. A classificação foi anunciada nesta quinta-feira (25/06), em evento nacional do 11º Prêmio CIEE Melhores Programas de Estágio.

Mais de 17 mil estagiários de 719 organizações de todo o país fizeram a avaliação. O Sidia ocupou a terceira posição ao lado da empresa Fadiga Mardula, Buosi e Camargo Sociedade de Advogados, em 2º lugar; e da Escola Santa Marina, em 1º lugar, ambas de São Paulo.

A gerente sênior do RH do Sidia, Vivian Oliveira, recebeu com orgulho a notícia de que o instituto está entre os três melhores programas de estágio do Brasil. “Temos uma preocupação constante com nossos estagiários, primeiro porque o Sidia valoriza e respeita o capital humano em todos os seus segmentos; segundo, porque entendemos que estamos ajudando a formar nossos futuros profissionais; e por último porque sabemos que o programa contribui com o sustento da família de muitos deles e muitas vezes também até o pagamento da faculdade”.

Hoje, o Sidia conta com mais de 60 estagiários que atuam em diversas frentes de trabalho. De acordo com o CIEE, 66% dos estagiários entrevistados em todo o Brasil utiliza o valor da bolsa para ajudar no sustento de sua família. Já a mensalidade escolar ocupa o primeiro lugar nos gastos com a bolsa-auxílio, seguida de despesas de casa (contas de luz, água etc.), transporte e alimentação.

O público da pesquisa foram estagiários de organizações públicas, privadas e de economia mista e entidades do Terceiro Setor parceiros do CIEE, inscritos no 11º Prêmio CIEE Melhores Programas de Estágio com mais ou 10 estagiários. Eles foram ouvidos pelo IBOPE Inteligência virtualmente de 24 de outubro de 2019 a 06 de janeiro de 2020. A técnica foi pesquisa quantitativa.

Do Amazonas, apenas o Sidia, Inventus Power Eletrônica e o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas foram rankeados na pesquisa. A Inventus ficou em segundo lugar na categoria Indústria (faixa de 10 a 50 estagiários); e o TRE ficou em terceiro lugar na categoria Organizações Públicas Federais do Judiciário, na faixa de 51 a 300 estagiários.